Páginas

terça-feira, 1 de maio de 2012

Flamengo tem aumento de 13% em dívida, e clube já deve mais de R$ 434 milhões

Por Pedro Ivo Almeida

Os R$ 4,8 milhões que o Flamengo precisa pagar a Ronaldinho Gaúcho para acertar as contas com o jogador passam despercebidos nas imensas contas a pagar acumuladas pelo clube. No balanço patrimonial divulgado na última segunda-feira, o rubro-negro acumula mais de R$ 434 milhões em dívidas, o que representa um aumento de aproximadamente 13,7% em relação ao último ano.


No balanço apresentado em 2011, o clube devia pouco mais de R$ 382 milhões. Incomodado com o aumento alarmante dos números, Leonardo Ribeiro, presidente do Conselho Fiscal do clube, não tem dúvidas na hora de apontar os principais culpados pelo crescimento da dívida.
"Está cada vez mais claro que a diretoria administrativa precisa olhar com mais carinho para o marketing do clube. É mais um ano que passa, e mais um período que não conseguimos aumentar as receitas. Temos produtos excelentes dentro do Flamengo e ninguém potencializa isso. Não transformam em lucro. Tem coisa errada nesse trabalho de captação", afirmou o dirigente, aumentando a lista de culpados pelo crescente passivo rubro-negro.
"Além disso, não estamos conseguindo ter um retorno imediato com a venda de atletas formados nas categorias de base do clube. Precisamos rever muitas coisas. É claro que a dívida não some de um dia para o outro, mas temos que trabalhar para diminuí-las", analisou o presidente do Conselho Fiscal.
Entre números que parecem não ter fim, o clube também apresentou dados para comemorar. Com uma auditoria independente fiscalizando as contas do documento, o Flamengo apresentou um valor próximo a R$ 1 bilhão na reavaliação de bens patrimoniais, como a sede da Gávea, o prédio no Morro da Viúva, que será reformado em parceria com Eike Batista, e o Centro de Treinamento Ninho do Urubu. 

Um comentário:

  1. Tem a maior torcida do mundo, paga rapidinho!

    kkkkkk

    ResponderExcluir